sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Representação do Auto da Barca do Inferno. O que eu mais gostei.....

Eu gostei muito da adaptação que fizeram da obra de Gil Vicente. Gostei de eles terem explicado, no inicio, o que é o ponto, actores, bastidores etc.
A peça estava engraçada mas estava pouco convincente. Não gostei que fossem duas raparigas a representar os papéis que deveriam ser representados por homens.
A rapariga que representava a personagem do Diabo era pouco convincente. Em vez de colocarem lá as duas barcas, improvisaram e colocaram só o porto e a barca do Diabo. Tirando estes pormenores, a peça foi muito divertida e os actores e comportaram-se à altura do seu papel.

Leandro, CEF A

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.